Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Princesa da Casa

Eu sou a mãe, ela é a filha - a princesa. Embora às vezes os papéis se invertam!

Gostam de fazer compras online?

Eu sou cada vez mais apologista, produtos mais baratos, com qualidade, facilidade na encomenda, no pagamento e na devolução se for o caso. 

Há muito que esta sapataria online me chamava atenção - Pisamonas - com uma vasta oferta de sapatos para as nossas crianças e até mesmo para nós.

A princesa da casa estava a precisar de umas botas para este inverno, aproveitei a promoção do blackfriday e arrisquei, encomendei. O serviço foi fantástico, as botas são lindas, com qualidade, o preço convidativo e fiquei afastada da confusão dos centros comerciais nessa sexta-feira!

 

IMG_20161204_103943.jpg

 

Recomendo!

Os nossos biscoitos de Natal

Que dia de chuva este?

Eu sou daquele género de pessoas que mal começa o inverno já estou desejosa que chegue o verão, mas o pior de tudo é que ainda estamos no outono. Hoje só mesmo em casa é que se estava bem!

E ideias para entreter uma criança de 3 anos?

Logo pela manhã, sugeri-lhe fazermos biscoitos, e mal disse arrependi-me de imediato, isto porque não sou nada apologista de ficar uma manhã inteira na cozinha. Mas, a princesa adorou a ideia e não desistiu até pormos o rolo na massa. 

Os biscoitos de natal, assim vulgarmente batizados por nós, são muito simples de fazer graças à amiga Bimby:

 

250gr de farinha

100gr de açucar

100gr de manteiga

1 ovo

1 casca de limão

1 c. chá de fermento

 

Colocamos tudo na bimby (a princesa com a ajuda da mamã) e programamos 15 seg/vel 6. A seguir foi dar asas à imaginação, fizemos bolinhas, corações, e até golfinhos (originais estes biscoitos de Natal). 

Levamos ao forno durante 20 minutos a 180 graus, pré-aquecido.

15241849_1407183339292578_2936207756359120790_n.jp

 Foi uma manhã divertida, com alguma farinha nas mãos, na cara e no chão. E os biscoitos estão deliciosos!

Deixaste-me de amar.

Deixaste-me de amar quando os teus sonhos e planos deixaram de ser nossos, e passaram a ser só teus.
Deixaste-me de amar quando começaste a pensar no eu e não no nós.
Deixaste-me de amar quando deixaste de partilhar comigo as tuas derrotas e as tuas vitórias.
Deixaste-me de amar porque gostas mais de viver no incerto do que na certeza.

mjcosta

 

Imagem.jpg

 Imagem de Pascal Chove