Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Princesa da Casa

Eu sou a mãe, ela é a filha - a princesa. Embora às vezes os papéis se invertam!

A Rapariga no Comboio, de Paula Hawkins

Dizem que "A Rapariga no Comboio" é o livro do ano 2015, pois para mim é também o de 2016! O livro de Paula Hawkins é um thriller de leitura compulsiva, surpreendente e arrebatadora. Ficamos envolvidos na vida e na história de Rachel, a rapariga no comboio, desde o início ao fim da história. 

 

IMG_20160122_224625.jpg

 

a Sinopse:

«Todos os dias, Rachel apanha o comboio... No caminho para o trabalho, ela observa sempre as mesmas casas durante a sua viagem. Numa das casas ela observa sempre o mesmo casal, ao qual ela atribui nomes e vidas imaginárias. Aos olhos de Rachel, o casal tem uma vida perfeita, quase igual à que ela perdeu recentemente.

Até que um dia...
Rachel assiste a algo errado com o casal... É uma imagem rápida, mas suficiente para a deixar perturbada.
Não querendo guardar segredo do que viu, Rachel fala com a polícia. A partir daqui, ela torna-se parte integrante de uma sucessão vertiginosa de acontecimentos, afetando as vidas de todos os envolvidos.»
 
factos a retirar do livro
 

será que conhecemos realmente bem a pessoa que vive ao nosso lado? 

 

a imagem que temos do outro não é uma imagem nítida da realidade, é uma construção ilusória com base nas nossas expectativas, nas suas atitudes e na nossa inocência; 

 

um bom mentiroso mente tão bem, que se engana a si próprio, e dúvida dos outros;

 

todos os passageiros escondem uma vida, em todas as casas habita uma história;

 

somos culpados quando acreditamos mais nos outros do que em nós;

 

 

Sigam-me também no meu Facebook -- »» AQUI «« --