Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Princesa da Casa

Eu sou a mãe, ela é a filha - a princesa. Embora às vezes os papéis se invertam!

As descobertas da princesa da casa #5

[A princesa da casa e os livros]
 
A paixão pelos livros começa de pequenino, e no caso da B. nem precisou de ser incutido, ou foi, involuntariamente. É que apesar de todos os planos e tentativas para lhe ler um conto diariamente, as coisas não sucederam bem assim, pelo menos até hoje. Mas, vou mudar o rumo desta história! Por outro lado, aqui por casa, os livros andam por todo o lado, são companheiros diários de uma rotina atribulada, e amigos nas horas mais vagas!

*  A mãe tenta contar uma história à princesa, mas após algumas palavras narradas, a B. decide tirar-lhe o livro, vira página após página, olha admirada para as letras e para os desenhos e exclama «o que é?»

* A B. observa a estante de livros que temos na sala com algum fascínio, aponta e exclama «livro»! O pai abre a estante e a B. escolhe um livro, feliz da vida, a princesa da casa senta-se no sofá e folheia-o. Alguns minutos depois diz «Já está» e volta a dirigir-se para a estante a pedir mais, «livro, livro, dá-me»!

* Hora de dormir, a B. vê o livro de contos em cima da banca de cabeceira e pede «livro, livro!». Já era tarde e como não lho demos, a B. adormece a pensar no livro. Alguns horas depois acorda a chorar, tem dores de barriga, está irritada, zangada, não aceita nada, ao fim de algum tempo, vê um livro e pediu-mo, assim que lho dei, o choro evaporou-se (acho que as dores também, os livros fazem realmente milagres). 

 

 

8 comentários

Comentar post