Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Princesa da Casa

Eu sou a mãe, ela é a filha - a princesa. Embora às vezes os papéis se invertam!

Filmes que marcam [4]: Uma Casa, Uma Vida

Pronto, pronto, a escolha não foi a mais acertada. Devia ter escolhido um filme para rir às gargalhadas, para esquecer os pequenos problemas do dia-a-dia ou simplesmente para apagar da memória a prestação de Portugal no Mundial... Mas, o nome chamou-me a atenção "Uma Casa, Uma Vida" e escolhi um "drama"! Logo, era sabido que as lágrimas iriam inundar os meus olhos a cada cena triste! Confesso, sou uma chorona compulsiva, e agora que sou mãe o caso agravou-se! Ok, ok, eu sei que é ficção, mas é baseada na realidade, certo? E este filme é mais uma lição de vida e é extremamente emocionante. George Monroe é arquitecto, um homem divorciado, de meia idade, que é despedido e que descobre que tem um cancro em fase terminal. Face ao pouco tempo que lhe resta, George decide reconstruir a casa onde viveu desde criança, sempre sonhou fazê-lo mas nunca teve coragem para tal. Afastado da sua ex-mulher e do filho adolescente, Sam, um jovem rebelde e problemático, George reaproxima-se deles e decide passar o seu último verão com o filho, a reconstuir a casa que lhe quer deixar como herança!

5 comentários

Comentar post