Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Princesa da Casa

Eu sou a mãe, ela é a filha - a princesa. Embora às vezes os papéis se invertam!

Maternidade [17]: a Amamentação

 

A amamentação é um assunto tão complexo e ao mesmo tempo tão interessante que poderia dar origem a uma qualquer tese de final de curso (e acredito que já deu). Sobre ela existem várias opiniões, algumas demasiado fundamentalistas. Há quem decide não amamentar sem sequer experimentar. Depois há quem simplesmente não amamente porque não pôde ou porque desistiu. E há quem amamente até aos dois ou três anos, e há quem amamente e sente um orgulho desmedido por esse facto e não aceita opiniões contrárias. Acho que quem não amamenta é livre de o fazer, é algo muito intimo da relação entre mãe e filho, e só a mãe saberá, melhor do que ninguém, o que deve ou não fazer.

Mas, o que pretendo com este post não é registar mais uma dissertação, até porque existem livros, sites, blogs e especialistas muito competentes nesta área, que explicam muito bem todo este processo e todos os benefícios da amamentação! Pretendo apenas registar aqui a minha experiência e opinião pessoal, até porque eu decidi amamentar!

Inicialmente a amamentação parece um bicho de sete cabeças. Primeiro porque o bebé pode não pegar correctamente, depois porque surge constantemente a dúvida do - será que tenho leite? O bebé está sempre a querer mamar, se calhar não tenho leite? Se calhar o bebé está com fome? Há também a questão da subida de leite, nos primeiros dias após o nascimento do bebé o nosso peito começa a ficar duro e a doer muito, então há todo um processo de massajar para evitar problemas. Além disso, durante o primeiro mês os nossos mamilos ficam doridos, podemos eventualmente ficar com feridas, e podem surgir mastites - isto acontece quando estamos a produzir muito leite e o bebé não é um bom sugador ou não está a conseguir chegar as todas as partes da mama. 

Mas, à parte de tudo isto, e após vários meses a amamentar, fico nostálgica quando penso no seu fim. É mais um elo que se quebra! Amamentar é um momento de ternura entre mãe e filho! Um momento único que só a mãe natureza nos oferece!

Mas, sinto-me feliz por o ter conseguido fazer até agora e por ter dado essa benesse à minha filha. É certo que a partir de determinada altura e porque as dúvidas do - será que tenho leite - começaram a ser permanentes, e porque a B. também bolçava o meu leite, introduzi o suplemento, mas também é certo que nunca desisti de lhe dar de mamar.

E o meu conselho para as mamãs que querem muito amamentar é nunca desistir! O bebé passa por uma fase em que quer estar sempre ao nosso peito e nessa altura pensamos que ele tem fome, mas não, ele quer apenas conforto e carinho e sabe que o tem quando está ligado a nós. Amamentar acaba por dar continuidade aos nove meses de gestação e acaba por adaptar o nosso bebé a este mundo tão diferente!

A amamentação pode ser complicada inicialmente, mas é uma experiência enriquecedora que aconselho vivamente! 

 

Imagem retirada do site http://www.minutosaude.pt

 

4 comentários

Comentar post