Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Princesa da Casa

Eu sou a mãe, ela é a filha - a princesa. Embora às vezes os papéis se invertam!

Na feira do Livro

Desde que vim estudar e posteriormente viver para Lisboa e arredores, ir à feira do livro tornou-se um evento primordial na minha agenda de Junho, tal como os santos na Capital. Mas, por motivos óbvios os santos foram comemorados em casa. É verdade que adoro o cheio a sardinha assada que se propaga por toda a cidade. É verdade que adoro ver as marchas a passar na avenida e a multidão nas ruas e ruelas a cantarolar. Mas, cada vez gosto menos de me sentir apertada entre a multidão, das pisadelas e do lixo acumulado no chão!

Mas, em relação à feira do livro, decidimos ao acaso ir hoje de manhã e, se por um lado apanhamos a feira quase vazia, por outro apanhamos um dia muito quente. É nestas alturas que damos por falta de sombras e locais mais frescos na zona da feira. Mas, mesmo em contenção de custos, e com alguma dificuldade para ver os quiosques todos por causa do calor, aproveitei para trazer um livro para mim A Metamorfose, de Franz Kafka, e outro para a princesa da casa, a Anita na praia, o primeiro da colecção. É certo que a tentação é muito, e algumas descontos são fantásticos, mas para o ano há mais!

 

1 comentário

Comentar post