Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Princesa da Casa

Eu sou a mãe, ela é a filha - a princesa. Embora às vezes os papéis se invertam!

Podia viver sem o meu telemóvel, mas...

...mas, não era a mesma coisa! Se o telemóvel toca e no visor vejo a palavra "CRECHE", o meu coração dispara [para quem gosta de adrenalina e sensações vertiginosas, não há melhor]. Se estou reunida com colegas ou a terminar um trabalho urgente, aquela chamada passa a ser o EMERGENTE. Atendo e sinto um alívio súbito, ah era só isso, mas tem a certeza? A B. está bem, não está?

Só para que saibam, a mãe da princesa antes de dar à luz a B. ignorava completamente este objecto extraordinário - o telemóvel passava a maior parte do tempo no silêncio e abandonado, junto a tantos outros objectos extraordinários que habitam na mala de uma mulher. Agora, sempre que a mãe da princesa está longe dela, o telemóvel está bem visível e em grande destaque!

E é por isto e por outras tantas coisas mais que já percebo porque é que o coração de mãe não descansa, é porque está sempre alerta!

2 comentários

Comentar post