Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Princesa da Casa

Eu sou a mãe, ela é a filha - a princesa. Embora às vezes os papéis se invertam!

Sobre a vida e sobre os livros que nos fazem pensar...

Há livros que só fazem sentido serem lidos em determinadas fases e momentos da vida, porque só nessas fases é que conseguimos ter o espírito aberto para entender e perceber a dimensão da vida. A "Profecia Celestina" de James Redfield , é um desses livros, uma bíblia para quem acredita que todos nós somos mais que isto, que todos nós andamos cá para fazer mais do que aquilo que realmente fazemos.

 

Se há coisa que sempre questionei na vida foi "o que andamos cá a fazer?", "será que é só crescer, estudar, casar, ter filhos, trabalhar, pagar a casa, comprar o carro, envelhecer e morrer?". Tipo piloto automático? Não faz sentido, pois não? Esta mania de questionar a vida é a minha veia filosófica a falar mais alto e que sempre me acompanhou desde miúda. E é bom encontrar nos livros respostas. É bom encontrar gente com a capacidade de questionar a vida. É bom encontrar nos outros respostas. 

 

Mais recentemente, para responder a uma fase menos boa da minha vida, aprendi a adoptar a expressão, é porque tinha que ser... ou não. Ás vezes, não vale a pena matar a cabeça, afundarmos-nos em pensamentos maus, tentar encontrar uma justificação, porque mais cedo ou mais tarde ela acaba por aparecer. E percebes que faz todo o sentido o que aconteceu lá atrás, porque tinha mesmo que ser assim!

O lema, é aceitar, é viver o melhor e mais possível, e é acreditar que tudo faz sentido!

 

Sobre o livro não vos vou fazer o resumo, mas deixo a sinopse para que se entusiasmem a ler também!

 

Screenshot_20170915-174535_1.jpg

 

"Inspirado num antigo manuscrito peruano, este livro é um romance de iniciação à nova consciência - transcendente, espiritual - que está a emergir no mundo. Tomando como modelo, ainda que remoto, a procura do Graal, A Profecia Celestina não é apenas a história de uma aventura e de uma descoberta; é, sobretudo, um guia com o poder de reinventar as nossas percepções existenciais e de nos conduzir em direcção ao futuro com renovado optimismo e energia."

 

 

 

2 comentários

Comentar post