Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Princesa da Casa

Eu sou a mãe, ela é a filha - a princesa. Embora às vezes os papéis se invertam!

Um amor à distância

A vida juntou-nos num encontro ocasional, num lugar pouco provável, mas num momento certo. A vida mostrou-nos que existem amores eternos e que surgem do nada, à primeira vista. Mas, a mesma vida, ou destino, faz questão de nos lembrar que nem tudo corre como queremos.

E, sou diariamente invadida pela saudade, convivo bem com a solidão, aprendi a lidar com ela, mas sinto a tua falta! Sinto a falta dos momentos que poderíamos viver juntos se não fossem os obstáculos... Sinto a falta de um futuro sonhado em conjunto. Sinto a tua ausência a cada momento e mais quando preparo o jantar, quando vou às compras e quando me deito na cama à noitinha. Há um lugar vazio, um lugar por ocupar, que é diariamente ocupado pela saudade!

Cada reencontro é sempre tão fugaz, tão breve... Há tanto que fica por dizer, tanto que deixo cá dentro com medo de perder a ilusão do momento. E tanto que fica por fazer, tantos planos quebrados. Mas, cada beijo, cada abraço, cada noite juntos é o relembrar da primeira vez e uma promessa para toda a vida! 

E assim, duas pessoas tão diferentes, de mundos distantes, fazem questão de provar diariamente que é possível ultrapassar barreiras, desde que o amor seja forte e verdadeiro como o nosso. 

 

2013-02-14-coracao_pedra.jpg

 

Nota: Imagem retirada de http://sicnoticias.sapo.pt/ -- »» Um "coração de pedra" na linha de comboio Bukit Timah, Singapura

 

 

Sigam-me também no meu Facebook Pessoal -- »» AQUI «« --   

 

1 comentário

Comentar post