Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Princesa da Casa

Eu sou a mãe, ela é a filha - a princesa. Embora às vezes os papéis se invertam!

Voltei a mascarar-me!

Eu gosto do Carnaval e sempre gostei. Houve alturas que não comemorei, mas houve outras em que me vesti a rigor e brinquei, aí se brinquei!

 

Este ano voltei a mascarar-me, ou melhor a decorar-me como se fosse uma árvore de Natal! Mascarei a Bia de princesa Elsa (a seu pedido) e vibrei com o momento, tirei-lhe fotos, enchia-a de elogios e mimos (estava linda). E mais tarde mascarei-me, com dois simples adereços, uma bandolete e umas pestanas verdes (fiquei fã). Mas, todo o acto de pensar na máscara e de nos mascaramos torna-nos mais alegres e bem dispostos. 

Screenshot_20170227-001139_1.jpg

Nesta época de Carnaval grande parte de nós, adultos, voltamos a ser crianças, vestimos ou tiramos a máscara, soltamos sorrisos e espalhamos alegria, brincamos e pregamos partidas.

Então, acho que o Carnaval deveria ser como o Natal, todo o ano. Não podemos abandonar a "nossa" criança, deveríamos todos ser criança um pouco todos os dias. Levar a vida com mais calma, encarar os problemas sem stress ou irritação, e viver o dia a dia com boa disposição!

 

Bom Carnaval!

A vida são dois dias e o Carnaval três!

2 comentários

Comentar post