Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Princesa da Casa

Por aqui escreve-se sobre fatos reais, rotinas diárias e histórias imaginárias!

A Princesa da Casa

Por aqui escreve-se sobre fatos reais, rotinas diárias e histórias imaginárias!

Quase há um ano nisto...

05.03.21

Quase há um ano nisto... No dia 13 de março de 2020 deixei a empresa com a sensação amarga de que não seria para breve o meu regresso aos escritórios, e de facto não foi. A pandemia virou as nossas vidas do avesso e assustou-nos. 

Quase há um ano em teletrabalho. E como em tudo na vida, há imensas vantagens no teletrabalho, mas falta o contacto humano, falta os olhos nos olhos, o bom dia cara a cara, a pausa para o café... Falta tanto.

Das poucas vezes que voltei aos escritórios, confesso que me senti como um peixe fora de água, num ambiente outrora tão natural. 

A verdade é que quase um ano depois, tenho a mesma sensação amarga que o regresso não será para breve. 

A grande lição de tudo isto, é que de um momento para o outro tudo muda, e há sempre que encontrar uma forma de nos reinventarmos no meio do caos! 

Somos todos cavaleiros, com ou sem armaduras...

23.02.21

Há uns dias terminei de ler o livro "O Cavaleiro da Armadura Enferrujada", de Robert Fisher e fez-me tanto sentido. É um conto simples, de uma leitura fácil e envolvente. Uma metáfora à vida sobre o conhecimento do EU. O nosso Eu interior que tantas vezes ocultamos e esquecemos, como se ficasse para segundo plano no meio desta correria que é a vida. 

A obra fala-nos de um homem disposto a ultrapassar todos os obstáculos para se encontrar consigo, iniciando uma longa viagem em busca da Verdade e da Vida. 

Este livro é sobre tirar a nossa armadura, sobre nos despirmos para o mundo, sobre mostrarmos o nosso verdadeiro EU tantas vezes escondido por causa dos padrões e das crenças que nos são incutidas ao longa da vida. 

Devemos mostrar a nossa verdade, escolher o nosso caminho, e mudar de caminhos quantas vezes quisermos se não nos fizer sentido, até encontrarmos o caminho que nos faça sentido. 

Quantas vezes vivemos numa espécie de vida de piloto automático, vendo as coisas passarem-nos à frente dos olhos sem as agarrarmos e sem as vivenciarmos verdadeiramente. 

Quantas vezes deixamos andar para evitar conflito ou até mudança, porque tudo aquilo que é diferente assusta. 

Ou quantas vezes damos por garantido aquilo que temos e não fazemos qualquer esforço para valorizar porque já é garantido, quer seja nas relações pessoais ou profissionais. 

Devemos parar para pensar, reflectir e agradecer todos os dias aquilo que temos. Este livro ajuda-nos a reflectir e a expandir a mente!

Aconselho para quem gosta destas temáticas! 

20210220_200435_0001.png

Vê mais na Wook!

Bem-vindo 2019!

04.01.19

Bem-vindo 2019!

2018  foi um ano de desafios, de cair e levantar, de superação de provas, de força e coragem!
Um ano que veio para me lembrar que a vida passa demasiado rápido e que tudo pode mudar num segundo.
Um ano que veio para me mostrar que o mais importante é viver o agora, o presente!

E por isso entrei grata em 2019, com a aprendizagem de que o importante na vida é viver cada momento como se fosse único!

Que os momentos menos bons deste ano sejam poucos, facilmente ultrapassados e rapidamente esquecidos, e que os momentos bons sejam intensamente vividos!

Um Feliz 2019!!!

 

 

"A Verdade sobre o Caso de Harry Quebert"

05.12.18
Estreou no domingo passado no canal AMC a sério "A Verdade sobre o Caso de Harry Quebert", um famoso escritor que é acusado de matar uma jovem de 15 anos, Nola Kellergan, enterrada no jardim da sua casa. 
Comecei a acompanhar esta série por dois bons motivos: primeiro porque a personagem principal, Harry Quebert, é interpretada pelo actor Patrick Dempsey (o saudoso Derek Shephert da serie Anatomia de Grey), e segundo porque ouvi falar muito bem do best-seller de Joel Dicker. 

Screenshot_20181205-212841_1.jpg

Quem matou Nola Kellergan? 

Parece-me, pelos dois primeiros episódios que é o Marcus Goldam (personagem interpretado pelo actor Ben Schnetzer), antigo aluno, também escritor e amigo de Harry Quebert, que vai ter aqui o papel de  Sherlock Holmes na tentativa de descobrir o mistério à volta do desaparecimento e da morte de Nola e chegar ao verdadeiro culpado. Ele acredita que o professor é inocente, mas e se for realmente Harry  Quebert o culpado? Vai ser certamente uma grande desilusão! Para ele e para mim!  

A Princesa da Casa e os seus dois Castelos

29.11.18

Por ironia do destino, ou não... há muito que a princesa da casa deixou de ter apenas uma casa, eu diria que passou a viver em dois castelos, um onde mora com o pai e outro onde mora com a mãe. 

Quando criei o nome do blog estava longe de imaginar tal situação. Para mim a B. seria sempre a princesa de um único castelo, só que não... A vida dá muitas voltas e não existem certezas absolutas. 

***  E por falar em certezas, será que viver em dois castelos é a melhor opção? Será que a guarda partilhada é a opção perfeita para a criança? ***

Nenhuma opção parece boa na hora da separação. Mas, há que encontrar a solução menos má, e existem cada vez mais especialistas a acreditar que a residência alternada é a melhor, pois garante que a criança continue a ter contacto permanente com ambos os pais - garante a educação, o amor, a partilha das rotinas, o cuidado dos dois progenitores - e contribui certamente para o desenvolvimento estável da criança. Uma casa é só uma casa, é só um espaço, não substitui a importância, o papel fundamental e a presença do pai e da mãe na vida de uma criança. 

Na vida não existem soluções perfeitas, embora muitas vezes eu própria me canse a tentar encontrar uma. A verdade é que nada é perfeito, e nada dura para sempre, portanto temos que aprender com os erros e tentar conciliar tudo da melhor maneira possível. 

Uma coisa é certa, existem palavras de ordem que devem ser mantidas, seja qual for a circunstância, "amor", "tranquilidade", "compreensão", "educação" e "coordenação" - a criança é a chave destas novas relações, e deve estar sempre em primeiro lugar. 

 

*** Qual a vossa opinião? Alguém a passar pelo mesmo? Partilhem as vossas experiências! ***

 

Screenshot_20181129-005507_1.jpg