Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Princesa da Casa

Eu sou a mãe, ela é a filha - a princesa. Embora às vezes os papéis se invertam!

A Princesa da Casa

Eu sou a mãe, ela é a filha - a princesa. Embora às vezes os papéis se invertam!

11.05.17

Mulher e Mãe

Maria João Costa
Desde que me conheço como gente que para mim a escrita é uma paixão e um sentido na vida. Faço-o nos poucos tempos livres que me sobram entre ser mãe, mulher, dona de casa, profissional e amiga, mas se pudesse faria dela a minha profissão.  No passado dia da mãe fui ao lançamento da colectânea"Poema Mulher", das Edições Vieira da Silva, no Inspira Santa Marta Hotel (que aliás, é lindo). Sinto este livro como um pequeno sonho tornado real, uma vez que é um bocadinho meu, (...)
01.02.17

As birras num mundo cor-de-rosa!

Maria João Costa
Ser mãe de uma menina é simplesmente maravilhoso! É como reviver a nossa infância, mas de modo mais intenso e noutra perspectiva. É certo que nesta fase (3 anos) as birras são uma constante, e há birras que nos tiram do sério. Aquele choro agudo porque foi contrariada, aquela teimosia e insistência "mas eu quero", a irritabilidade e a vontade de bater, magoar, expressar o que de pior sente. São horas difíceis, provas de resistência à paciência de qualquer mãe, sobretudo (...)
24.07.15

a Mãe

Maria João Costa
"Respira. Serás mãe por toda a vida. Ensine as coisas importantes. As de verdade. A pular poças de água, a observar os bichinhos, a dar beijos de borboleta e abraços bem fortes. Não se esqueça desses abraços e não os negue nunca. Pode ser que daqui a alguns anos, os abraços que você sinta falta, sejam aqueles que você não deu. Diga ao seu filho o quanto você o ama, sempre que pensar nisso. Deixe ele imaginar. Imagine com ele. As paredes podem ser pintadas de novo, as coisas (...)
09.07.14

Entre mãe e filha

Maria João Costa
Podemos ter ou pensar ter todos os problemas do mundo sobre nós, mas um sorriso espontâneo largado ao me ver, uma palavra verbalizada com vontade, "mamã", e um beijo terno no meu rosto, são gestos conjugados num único momento que fazem do meu dia, um dia melhor e que me ajudam a relativizar problemas que mais cedo ou mais tarde terão solução! Obrigada filha! Obrigada princesa!
11.05.14

Podia viver sem o meu telemóvel, mas...

Maria João Costa
...mas, não era a mesma coisa! Se o telemóvel toca e no visor vejo a palavra "CRECHE", o meu coração dispara [para quem gosta de adrenalina e sensações vertiginosas, não há melhor]. Se estou reunida com colegas ou a terminar um trabalho urgente, aquela chamada passa a ser o EMERGENTE. Atendo e sinto um alívio súbito, ah era só isso, mas tem a certeza? A B. está bem, não está? Só para que saibam, a mãe da princesa antes de dar à luz a B. ignorava completamente (...)
01.04.14

E hoje é dia da mãe, da minha!

Maria João Costa
Parabéns mãe! Hoje é o teu dia! Agora que sou mãe compreendo a tua eterna preocupação, o teu excesso de zelo e o teu amor incondicional! Parabéns avó! Hoje é o teu dia! Agora que és mãe a dobrar, fazes da tua neta uma menina muito feliz! Uma menina que solta gargalhadas espontâneas sempre que está contigo!Parabéns! Hoje é o teu dia! "(...)às vezes, quero dizer-te tantas coisas que não consigo, a fotografia em que estou ao teu colo é a fotografia mais bonita que (...)
24.03.14

Maternidade [18 ]: A decisão de ser mãe.

Maria João Costa
Ser mãe é um desejo de quase todas as mulheres. Mas hoje em dia, esse desejo deixou de ser prioritário e vai sendo adiado ano após ano. Aconteceu comigo e acontece com muitas outras mulheres. Actualmente, as mulheres têm outros objectivos, outras realizações, no campo pessoal, profissional, social e financeiro. A emancipação da mulher e a evolução dos meios anticoncepcionais fazem da nossa sociedade, a sociedade do filho único e tardio. Abriu-se um novo horizonte para (...)
11.03.14

Maternidade [17]: a Amamentação

Maria João Costa
 A amamentação é um assunto tão complexo e ao mesmo tempo tão interessante que poderia dar origem a uma qualquer tese de final de curso (e acredito que já deu). Sobre ela existem várias opiniões, algumas demasiado fundamentalistas. Há quem decide não amamentar sem sequer experimentar. Depois há quem simplesmente não amamente porque não pôde ou porque desistiu. E há quem amamente (...)
24.02.14

Maternidade [16]: A princesa B. e a iniciação à creche

Maria João Costa
Hoje foi o primeiro dia de creche da B. - primeira impressão - estranhou é claro, chorou, mas quando saímos ficou calma, ao colo da educadora. Tentei ocupar-me durante as duas horas que ela ficou lá (sim, apenas duas horas, é melhor para ela...), mas foi inevitável, estava sempre a olhar para o relógio e  a pensar nela. Assim que voltei à creche, ansiosa por tornar a vê-la, a B. estava na espreguiçadeira, viu-me, fez beicinho (como quem diz "onde é que andaste?"), sonorizou (...)
22.02.14

Maternidade [15]: A princesa B. e a crise

Maria João Costa
Parece que a B. está solidária com a crise. Andava a dormir tão bem à noite, mas nos últimos dias o caso complicou-se, acorda a chorar. Um choro cortante e angustiante. Depois de despistarmos todas as hipóteses que poderiam originar tal choro (fralda suja, calor, frio, dor, febre), rendemo-nos aos factos, a princesa B. entrou na crise da "separação ou angústia". E o que é isto da crise? Andei a pesquisar sobre o assunto, segundo alguns entendidos, o bebé passa por 4 crises (...)